Quem
somos

“Um jornal só sobrevive se conversa com seu público, se atende as necessidades de seu leitor, se está próximo de quem o compra, quem o procura, quem confia nele”. (Giusfredo Santini, diretor-presidente 1959-1990)

“O dono do jornal é o leitor” (Roberto Mario Santini, diretor-presidente 1990-2007)

As frases foram escolhidas  a dedo e representam a melhor definição do que é o Grupo Tribuna. Elas justificam, também, porque o Grupo Tribuna cresceu e alcançou todas as plataformas de comunicação em mais de 100 anos de existência. Hoje, o Grupo Tribuna é o maior conglomerado de comunicação do Litoral Paulista e Vale do Ribeira. Entre todos os veículos, atinge mais de 2,2 milhões de pessoas, em nove municípios da Região Metropolitana da Baixada Santista, e 22 do Vale do Ribeira.  

Importante destacar que essa trajetória começou em 1894, com a fundação do jornal A Tribuna, e veio expandindo sua atuação com a rádio TriFm, TV Tribuna/Afiliada à Rede Globo, G1 Santos e Região, GE, IPAT e AT Revista.
 

Nosso
Propósito

Produzir e compartilhar informação e entretenimento com credibilidade, contribuindo com o desenvolvimento socioeconômico e cultural da nossa área de abrangência.

Manter esses propósitos em sintonia com as inovações tecnológicas, e utilizando todas as mais modernas ferramentas para que nosso público consumidor possa acessar nossos conteúdos onde quer que ele esteja, da maneira e no momento que ele escolher.

Nossos
Valores

– Ética e responsabilidade na atuação;
– Integridade e honestidade nas relações;
– Compromisso com a verdade;
– Gestão por resultados;
– Sinergia entre os veículos e trabalho em equipe;
– Respeito à diversidade e conexão com o mundo;
– Comprometimento com o sucesso dos clientes.

Aqui, um breve relato para você entender como começou o Grupo Tribuna, quem são seus veículos e porque nos tornamos um grupo multiplataforma, que ‘conversa’ com todos os públicos, onde quer que eles estejam, sejam eles leitores, ouvintes ou telespectadores. 

Um dos mais longevos periódicos impressos do Brasil, A Tribuna começou sua história com a chegada do jornalista Maranhense Olímpio Lima. Em terras santistas, comprou o semanário ‘A Tribuninha’ e trocou seu nome para Tribuna do Povo, que logo se tornou uma publicação semanal, crítica, noticiosa e literária. Seu primeiro número circulou em 26 de março de 1894, uma segunda-feira. Na página 2 do jornal, em negrito, Olímpio Lima publicou: “Esta folha não tem ligação com nenhum dos partidos políticos militantes, o que melhor a habilita a julgar de ambos. Suas colunas estão francas a todas as manifestações do pensamento. As artes, as letras e as ciências encontrarão nessa uma tribuna livre às suas controvérsias e aos seus ensinamentos. Aceita toda sorte de publicações, desde que o decoro público não seja nelas desodorado”.

Estavam aí lançados os pilares do que seria o jornal A Tribuna desde então.

Olímpio Lima faleceu e o comando do jornal passou às mãos do jornalista Manoel Nascimento Junior em 1909. Nascimento investiu em novas máquinas impressoras, linotipos em novas instalações, já na General Câmara 90-94, no Centro Histórico de Santos.

Nesse período, o genro de Nascimento, Giusfredo Santini, assumiu a superintendência de A Tribuna e implementou ainda mais melhorias, especialmente na Redação e no aprimoramento da impressão e distribuição dos jornais. Nascimento faleceu em 1959, quando a direção da empresa passou para Giusfredo que chamou, para o cargo de superintendente, seu filho Roberto Mario Santini.

Com a morte de Roberto Mario, em janeiro de 2007, assumiu como diretor-presidente o filho Marcos Clemente Santini. Nessa ocasião, o grupo já dispunha de todos os veículos que existem hoje: a TV Tribuna, afiliada à Rede Globo, a rádio Tri FM, o Instituto de Pesquisas A Tribuna, e os sites G-1 Santos e ATribuna.com.br.

Atualmente, é o sétimo jornal mais antigo do País em circulação.

Com 25 anos de história, o portal ATribuna.com.br é considerado pioneiro na Baixada Santista, levando para o mundo inteiro as notícias da nossa região. Fruto de um grande investimento em tecnologia e mão de obra jornalística a partir da década de 1990, o portal reúne, desde 1996, informações sobre todas as cidades da região e se tornou referência de conteúdo sobre o Litoral de São Paulo.

Com uma equipe especializada, também oferece ao público as principais notícias do Porto de Santos, o maior da América do Sul e que movimenta 30% da balança comercial do País. Além das informações sobre o que acontece de mais importante no cais santista, já realizou e transmitiu diversos eventos para debater os desafios do setor nas últimas décadas, marcadas por profundas transformações tecnológicas e nas relações de trabalho.

Ao longo desse tempo, ATribuna.com.br acompanhou todas as conquistas do Santos Futebol Clube e consolidou sua marca como sinônimo de reportagens de qualidade sobre o Peixe, com coberturas históricas do tricampeonato da Copa Libertadores da América, em 2011, e do Mundial de Clubes, disputado no mesmo ano no Japão. Isso sem falar nas notícias diárias e impactantes de Cidades, Turismo, Variedades, Economia, Brasil e Mundo, entre outras.

Apenas em 2020, ATribuna.com.br somou 130 milhões de Pageviews com uma média de 2,7 milhões de usuários únicos por mês. No segundo semestre deste mesmo ano, com a intenção de qualificar ainda mais o conteúdo e entregar sob demanda as informações necessárias para que os moradores da Baixada Santista ficassem bem-informados, o Portal aderiu ao sistema de Paywall dinâmico, onde parte do conteúdo é fechado para assinantes e parte aberta para todos.

O segredo para o sucesso de ATribuna.com.br é muito simples. A fórmula de isenção, credibilidade e qualidade adotada há quase 130 anos pelo Jornal A Tribuna impresso é replicada na versão Digital. Fora isso, nos últimos anos, cada vez mais as redações de impresso e digital foram se integrando visando entregar o melhor conteúdo possível, independente da plataforma, para os leitores e internautas da Baixada Santista.

Se você busca um lugar para divulgar o seu produto, seu projeto ou sua empresa, ATribuna.com.br é ideal. Além da entrega gigantesca e geolocalizada, é possível fazer ‘combos’ envolvendo as redes sociais do Grupo Tribuna, que, somadas, contam com mais de 2 milhões de seguidores.  Como todo o desenvolvimento do Portal é feito internamente, pelo nosso Departamento de Tecnologia, podemos trabalhar juntos para atender qualquer demanda. Procure a nossa equipe comercial!

A história da emissora começa em 7 de março de 1990, quando o presidente da República de então, José Sarney, outorgou a concessão do canal 18 UHF para o Sistema A Tribuna de Comunicação. A previsão inicial era de entrar no ar em 1 de dezembro de 1991, mas a emissora foi fundada apenas em 1 de fevereiro de 1992, pelo diretor-presidente do grupo, Roberto Mario Santini. 

Importante dizer que, antes da TV Tribuna, o sinal da Rede Globo chegava à região por uma retransmissora localizada em São Paulo, no canal 8 VHF. A TV Tribuna foi a primeira emissora da região a operar no sistema digital de alta definição (HDTV).  

Inicialmente, a emissora levava seu sinal para Santos e mais 8 municípios da Baixada Santista, tendo depois expandido sua área de cobertura para todos os municípios do Vale do Ribeira, na divisa com Paraná. 

Roberto Mario Santini faleceu em janeiro de 2007 e, desde então, o comando da TV Tribuna passou a ser de seu primogênito, Roberto Clemente Santini. 

Desde que nasceu e até março de 2016, a emissora ocupava um imóvel alugado na Avenida Antônio Emmerich, em São Vicente. Novas e modernas instalações foram construídas no bairro Paquetá, em um prédio totalmente adaptado para o funcionamento de uma emissora. Toda a estrutura foi transferida para o novo prédio, que agora também abriga os demais veículos do grupo, além de um auditório, O prédio está no complexo Tribuna Square, um moderno conjunto corporativo de 20 andares, onde funcionam escritórios particulares, repartições públicas, de entidades e associações, e um heliponto. 

A Rádio Tribuna FM, mais conhecida como Tri FM, teve sua história iniciada em 10 de maio de 1981 com a transmissão, ao vivo, para todo o Litoral Paulista, dos primeiros programas. Em princípio, operava na frequência de 104,1 mhz, mudando, em setembro de 1982, para a atual frequência, em 105,5. 

A Tri FM nasceu no Centro de Santos, mas nem sempre na atual sede, junto ao Grupo Tribuna. No início, seus estúdios ficavam no 129 da Rua João Pessoa, e sua torre de transmissão fica em um dos pontos mais altos da Cidade, o Monte Serrat. A mudança para o 350 da mesma rua, onde estão os demais veículos do grupo, ocorreu em junho de 2018. 

Importante dizer que o Grupo Tribuna tem longa tradição em rádio. Quando a Tri FM surgiu, há 40 anos, já havia outra emissora, já havia a rádio A Tribuna de Santos, que havia sido fundada em 31 de julho de 1961. Ela foi fundada pelo então diretor-presidente do jornal A Tribuna, Roberto Mario Santini. O diretor técnico e depois diretor-gerente foi Élio Ávila de Souza. A partir de 1980, foi sucedido na direção geral por Roberto Clemente Santini, que modificou fortemente sua programação, colocando-a em uma linha mais jovem. 

A rádio A Tribuna dividiu-se em duas em 1981, quando nasceu a Tri FM. Em 1 de janeiro de 1995, a emissora original afiliou-se à Rádio CBN-SP. Atualmente, apenas a Tri FM integra o Grupo Tribuna. 

g1

O G1 chegou a Santos no dia 11 de Maio de 2012. De lá para cá, se consolidou como a editoria regional mais acessada entre todas as afiliadas da Rede Globo. Em 2021, atingimos a incrível marca de 1,5 bilhão de Pageviews desde a criação do nosso portal regional.

Por conta de tanto sucesso, a Rede Globo passou a convidar a TV Tribuna, por meio do G1 Santos, para projetos pioneiros. Em 14 de Março de 2016, de forma inédita entre as afiliadas, o G1 em 1 Minuto Santos estreou na grade da TV Tribuna com três exibições diárias.

Em novembro de 2020, em meio a pandemia da Covid-19 e o crescente consumo de podcasts pelas mais variadas plataformas, o G1 Santos lançou, também de forma pioneira entre todas as praças da Globo, o ‘Baixada em Pauta’, um podcast que discute os principais assuntos do litoral de São Paulo.

Desde sua criação, dezenas de profissionais passaram pelo G1 Santos, que virou uma das mais desejadas portas de entrada para os jornalistas da Baixada Santista no mercado de trabalho. O sucesso é tanto que, em 2014, o G1 conquistou o ‘Prêmio Globo de Jornalismo’ por conta da cobertura do acidente aéreo que vitimou Eduardo Campos em Santos.

Com o passar dos anos, o G1 Santos começou a ampliar, também, as participações do Portal de Notícias da Globo na programação da TV Tribuna. Hoje, todos os telejornais da emissora possuem chamadas para o G1. Além disso, quadros foram criados na TV como, por exemplo, o Culinária #013 com notícias da gastronomia regional.

Atualmente, o G1 Santos publica matérias das nove cidades da Baixada Santista e, também, de 20 municípios localizados no Vale do Ribeiro e Alto Ribeira. Os principais destaques são as editorias de cidades, política e polícia. A parte esportiva da região fica concentrada no GE.com.

Além de Jornalismo, o G1 Santos é ideal para parceiros que queiram trabalhar com projetos de conteúdo. O Portal de Notícias da Globo é uma excelente oportunidade para associar a sua marca com o maior site de notícias do Brasil, com um alcance incrível de um público selecionado e que se interessa pelos mais variados assuntos. Procure a nossa equipe comercial!

ge

O GE.globo, antigo GloboEsporte.com, passou a ter uma página regional na Baixada Santista e no Vale do Ribeira no dia 11 de Maio de 2012. Nesse período, foram mais de 1,3 bilhão de Pageviews divididos entre notícias do Santos Futebol Clube, da Portuguesa Santista, do Jabaquara e, também, de todas as modalidades esportivas praticadas na região.

A cobertura esportiva do GE.globo é considerada referência no mundo inteiro. As principais informações sobre o alvinegro da Vila Belmiro podem ser encontradas, sempre com antecedência com relação a outros portais, dentro do GE. Além disso, outro fator de sucesso da plataforma são os ‘TRs’ dos jogos dos principais times do Brasil.

A equipe de Santos do GE.globo já recebeu vários prêmios internos da Rede Globo e, também, da ACEESP. Mais do que cobrir o que acontece na Baixada Santista e no Vale do Ribeira, as equipes rodam o mundo atrás dos nossos atletas participando ativamente dos principais eventos esportivos que acontecem nos cinco continentes.

Desde a chegada do GE a Santos, estivemos em Barcelona, acompanhando a transferência de Neymar para o futebol Europeu, na Bósnia, acompanhando a seleção estreante na Copa de 2014 e que ficou hospedada em Guarujá, em edições de Jogos Olímpicos e, também, na Copa do Mundo de Futebol, o principal torneio da modalidade organizado pela FIFA, entre outros.

O GE.globo também sempre foi o braço digital dos programas esportivos da TV Tribuna, como o Tribuna Esporte e o extinto Corpo em Ação. Atletas de diferentes modalidades, desde 2012, passaram a ter um espaço exclusivo para se divulgarem em uma plataforma com um nome forte e que nasceu com o dom de falar sobre esporte.

Atualmente, o GE.globo segue acompanhando os principais times da região e os atletas que se destacam na Baixada e no Vale. O ponto forte, porém, segue sendo a cobertura do Santos Futebol Clube, que conta com dois setoristas exclusivos que vivem o dia a dia do Peixe e trazem as informações mais quentes em tempo real.

O GE.globo é ideal para fechar projetos com parceiros comerciais dos mais diferentes seguimentos. Por estar dentro de uma plataforma Globo, as possibilidades são imensas e a entrega é garantida. Além disso, é possível fazer ações de cross envolvendo o Tribuna Esporte e o nosso portal esportivo. Procure a nossa equipe comercial!

Como vários grandes grupos de comunicação, o Grupo Tribuna mantém, há 16 anos, o Instituto de Pesquisas A Tribuna. Ele foi criado em fevereiro de 2005 com o objetivo de realizar pesquisas, levantamentos e estudos para o jornal A Tribuna (e demais veículos de comunicação do grupo, além de trabalhar, de forma autônoma e independente, para o mercado em geral. 

Ao longo de sua história, o IPAT realizou centenas de pesquisas para vários clientes, públicos e privados. Com confiabilidade e elevada capacidade técnica, possui contratos regulares com empresas como a Ecovias (desde 2005), para a qual efetua pesquisas semestrais de avaliação dos usuários do Sistema Anchieta-Imigrantes (26 rodadas feitas até agora), e Ecopistas (entre 2009 e 2015), para a qual também realizou pesquisas de avaliação dos usuários do Sistema Ayrton Senna – Carvalho Pinto (12 rodadas feitas), além da Dersa, com pesquisas de avaliação dos usuários de todas as travessias marítimas do Estado de São Paulo (quatro rodadas foram realizadas entre 2015 e 2018). 

O IPAT tem grande experiência em pesquisas eleitorais, tendo realizado levantamentos nos nove municípios da Baixada Santista em todas as eleições ocorridas: 2006, 2008, 2010, 2012, 2014, 2016 e 2018, com grande índice de acerto em seu trabalho. 

O IPAT é membro associado da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP).